O MEI (Micro empreendedor Individual) enfrenta diariamente a dificuldade de conciliar a atividade que gera receita e o administrativo/financeiro do seu negócio. 

Na maioria das vezes os controles financeiros acabam sendo deixados em segundo plano, por razões variadas:  TEMPO, falta de conhecimento e/ou falta de ferramentas adequadas. 

Apesar de ser muito comum a falta de organização e controle financeiro, nós precisamos alertar que esta “falta” pode fazer o seu negócio afundar. 

Quando falamos da necessidade de um controle financeiro, quem não está habituado com o termo fica logo apavorado e não sabe nem por onde começar… 

 A partir de agora a MEGGA vai te ajudar, anota aí essas dicas essenciais: 

1) Separe a conta da empresa da conta pessoal – Definitivamente a sua empresa precisa ter um conta bancária exclusiva para registros das transações da empresa (recebimentos de clientes e pagamentos de fornecedores e despesas) 

2) Faça semanalmente a conciliação da sua conta bancária – Conciliar a conta é conferir se todos os pagamentos foram realmente efetuados pelo banco e nenhum deles foi devolvido, verificar se todos os recebíveis (depósitos e transferências efetuadas a seu favor) realmente entraram na sua conforme esperado; incluindo os recebimentos de vendas efetuadas com cartões de crédito e débito, o que nos leva ao próximo item. 

3) Faça a conferência das receitas recebidas via cartão – O foco aqui é te orientar quanto as vendas realizadas com cartões de crédito ou débito (ou outro meio de pagamento digital que tenha um agente intermediário); você precisa garantir que os prazos para repasse estão sendo respeitados e se os valores líquidos (descontando as taxas da administradora do cartão) estão de acordo com o que foi contratado para cada tipo/bandeira de cartão. Sem essa conferência você nunca terá a certeza de que recebeu corretamente tudo que você vendeu. 

4) Controle suas despesas – Você precisa manter em uma planilha ou ter em um sistema todas as despesas fixas e variáveis da sua empresa; se você categorizar as despesas você ainda consegue analisar e identificar possíveis desvios e/ou gastos desnecessários. 

5) Controle da Receita – Você consegue saber qual a origem das suas receitas? Suas principais receitas são provenientes de clientes por indicação ou pela internet, são receitas recorrentes ou esporádicas?  Qual o prazo médio de recebimento da sua receita? Você sabe a taxa de inadimplência dos seus clientes? Você tem certeza de que seu faturamento não excedeu o é permitido ao MEI? 

6) Demonstração do Resultado – Finalmente, em posse de toda essa informação você conseguirá saber o lucro da sua empresa e quais despesas estão pesando mais em seu orçamento.  A DRE (Demonstração de Resultado do Exercício) alinhado à um fluxo de caixa eficaz te ajudará a visualizar a saúde financeira da sua empresa, e baseado nisso tomar ações saudáveis para o crescimento do seu negócio. 

Conseguimos te ajudar ou você ficou mais confuso? 

Fique calmo, não se preocupe e deixa a parte complicada para nós, estamos aqui para te ajudar a organizar a vida financeira da sua empresa.   

Nós temos duas linhas de serviços para te ajudar: 

Implantação do seu financeiro e treinamento para que você dê continuidade no dia a dia, ou podemos fazer todo o financeiro para você enquanto você cuida do negócio da sua empresa. 

Gostaria de saber um pouco mais como podemos te ajudar? 

Entre em contato com gente pelo whatsapp, e-mail, o que preferir e siga a MEGGA nas redes sociais.  

Por Kelly Nery

Contadora | CEO da Megga Gestão de Negócios

You might also like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *